CULTO ao VIVO : transmissão em 01.09

+55 (42) 3223-7870 Rua Ayrton Playsant 458 Centro, Ponta Grossa, Paraná, Brasil
ACESSO para LÍDERES

O AMOR NO LAR

PDF Imprimir
Quebra gelo: Você pode citar uma característica de uma família feliz?
 
 
Texto base: 1Coríntios 13.1-13 – Cântico 8.7
 
 
Introdução: Família fala de amor. O amor é fundamental no relacionamento entre o casal e os filhos. A família é um projeto de Deus para o homem. É a nossa primeira e principal célula. Deus é amor, e a família que tem Deus como pilar central certamente exala nela o amor de Cristo e é uma família feliz.
 
1 - O AMOR EDIFICA O LAR – 1Co 8.1 

O saber ensoberbece, traz orgulho, altivez, arrogância e presunção. Mas o amor edifica. Dinheiro, fama, status, posição social e beleza não trazem sustentação para a construção de um lar feliz. Lembrando que amar não é uma arte, é uma decisão. É obediência ao novo mandamento de Jesus (Jo 13.34). Edificar é erguer, fortalecer, estruturar, levantar e construir. Isto só é possível alicerçado no amor. Cristo é a Rocha, Ele é amor. O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba. O amor edifica o lar.

2 - O AMOR UNE CORAÇÕES – Cl 3.14 

Vincular é: criar elo, conectar, atar, ligar, amarrar, unir, juntar, associar. A prática do amor faz tudo isso dentro do lar. A família está no coração de Deus e é um retrato da Trindade. A unidade da família está sustentada pelo amor. Nada é capaz de separar um casal, uma família que está vinculada pelo amor. Viver em amor deve ser o objetivo número um de todo cristão, e esta prática começa no nosso lar. O amor é paciente, é benigno, o amor não arde em ciúmes, não se vangloria, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura seus próprios interesses, não se irrita, não se ressente do mal, não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade. O laço do amor é muito forte, ele une corações.
 
3 - O AMOR LEVA AO PERDÃO – 1Pe 4.8 

Uma das maiores necessidades de uma família é a prática do perdão. Pedradas de perto são as que mais dói. As pessoas que mais nos ferem são aquelas que mais amamos. O perdão é divino, fruto do amor. A falta do amor nos leva a só ver os defeitos. A prática do amor nos faz ver as virtudes. O amor é tolerante, compassivo, misericordioso, cobre as ofensas e perdoa os pecados (Pv 10.12). Deus nos ama e quer perdoar os nossos pecados. Quanto mais amamos, mais parecidos com o Senhor nós ficamos. “O amor prova a sua autenticidade na fidelidade, mas alcança a sua graça no perdão” (W. Bergengruen). A fé nos dá a graça, a graça nos dá o Espírito, o Espírito nos dá o amor (Rm 5.5), e o amor nos dá o perdão.
 
Conclusão – O amor é como um bálsamo que torna o ambiente agradável, como as flores que embelezam, como o azeite que lubrifica e como um orvalho que refresca. O amor espanta a tristeza, o medo, a solidão e restaura a paz, a alegria, a segurança e a esperança. Jesus é a fonte do amor. O amor que perdoa, que une corações e que edifica um lar estruturado e feliz. O lar que tem Jesus resplandece no amor.

Avisos – 17/05 Enc Rapazes – 24/05 Enc Moças –
- AGORA, dias 24 a 26 de maio, CONGRESSO: “HOMENS DE CORAGEM” na ICP sede –
  www.igrejadoavivamento.com.br -